terça-feira, 29 de março de 2011

Luz do banheiro deve ser funcional e evitar ofuscamento do rosto

Banheiros são ambientes onde o posicionamento correto das fontes de luz é necessário tanto para clarear quanto para eliminar sombras sobre o rosto na frente do espelho.




Nesse espaço íntimo, a iluminação deve ser funcional, ou seja, facilitar tarefas que dependem de boa luz, como raspar a barba, se maquiar, limpar os dentes e usar pinça. “Para evitar sombras indesejadas no nariz, bochecha e queixo, nada substitui a iluminação de camarim”, diz Vitor Penha, arquiteto e professor de luminotécnica da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP).

O projeto de iluminação de camarim exige um soquete, com conexão elétrica na parte traseira, e várias lâmpadas ao redor do espelho. Algumas pessoas não gostam do resultado estético. Nesse caso, Penha sugere outra opção. “Deve-se fixar duas lâmpadas, de igual intensidade, uma em cada lateral do espelho. Se a pessoa preferir, pode colocar uma luz que venha de cima e outra que venha de baixo. A linha de várias luzes ajuda a tirar as sombras sobre o rosto.”


Maquiagem

De acordo com o designer Guinter Parschalk, do Studio iX, deve-se considerar duas coisas na iluminação de banheiros: a formação de sombras e o IRC (Índice de Reprodução de Cores), que é a capacidade da luz de reproduzir fielmente as tonalidades.

“A maquiagem depende de uma iluminação que não disfarce a tonalidade das cores. Senão, a mulher corre o risco de carregar na sombra ou no blush sem querer”, alerta Parschalk. As lâmpadas mais indicadas para maquiagem são as incandescentes, pois apresentam um IRC de 100%. Já as fluorescentes são melhores para fazer a barba.

Luz natural

Em banheiros, assim como em todos os cômodos da casa, deve-se aproveitar a luz natural, que é de graça e higiênica. Para deixar os raios solares fluírem livremente pelo ambiente, é importante evitar elementos decorativos que dificultem sua entrada, como box ou cortinas escuras.

A composição de luz natural com artificial pode ter um ótimo resultado em banheiros. Mas, para não causar sombras, é preciso garantir que a luz natural seja difusa e não incida diretamente no espelho. “A abertura que permite a entrada de raios solares, seja uma janela ou um teto inclinado, deve sempre ficar do lado sul. Dessa forma, a claridade entra, mas sem a incidência direta, que causa sombras”, afirma Penha.



Fonte:Band
Fonte: Portal da Iluminação
http://www.portaldeiluminacao.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=1621&Itemid=32

Nenhum comentário:

Postar um comentário